The Blog

Descubra quanto tempo dura o curso de Odontologia

A profissão de dentista é bastante valorizada e conta com oportunidades em todas as regiões.

Veja quanto tempo leva para se formar em Odontologia!

A graduação em Odontologia está entre as mais concorridas do País. É o segundo curso da área de

Saúde mais disputado nas universidades, perdendo apenas para Medicina. Quem se forma nessa área

encontra oportunidades com boa remuneração em todas as regiões e pode também atuar de forma

autônoma, montando o próprio consultório.

Você já deve saber que para ser dentista é preciso dedicar um bom tempo de sua vida aos estudos.

O curso é puxado e requer participação em atividades práticas, tanto em aulas de laboratório quanto no

atendimento a pacientes reais. É preciso conhecer bem a teoria e colocar a mão na massa ao longo da faculdade.

Saiba quanto tempo dura e como funciona a graduação em Odontologia, o que você vai aprender nas

diferentes fases do curso e onde estudar para ter sucesso nesta carreira promissora!

 

Duração do curso de Odontologia

Segundo a regulamentação do Ministério da Educação (MEC) para os cursos superiores no Brasil, a carga horária

mínima da graduação em Odontologia é de 4.000 horas, distribuídas em 5 anos. Algumas universidades

aglutinam um número maior de disciplinas num mesmo período para reduzir o tempo total em um semestre.

O estágio supervisionado é obrigatório e deve ocupar 20% da carga horária total da formação.

O curso é oferecido apenas na modalidade de ensino presencial e funciona em período integral. É necessário se

programar bem para estudar Odontologia. Você vai precisar dedicar bastante tempo aos estudos e as aulas em

diferentes turnos tornam muito difícil encaixar na agenda um trabalho ou outras responsabilidades.

Muitos estudantes optam por fazer ainda uma especialização ao final da formação. Os cursos de pós-graduação

duram em média dois anos. Parece muito tempo, mas esse passo a mais garante um diferencial importante na

carreira de dentista e ajuda os profissionais a encontrarem espaço no mercado com menor concorrência.

Existem atualmente 23 especialidades reconhecidas pelo Conselho Federal de Odontologia (CFO). Endodontia,

Odontopediatria, Odontologia e Dentística Estética são alguns exemplos.